Receitas para cozinhar poemas

Para facilitar a criação de poemas podemos usar algunas destas “receitas”.

  • Nome+Adjectivo

Trata-se de criar uma lista de nomes sobre um tema e acrescentá-lhes um adjectivo:

Telhados molhados,

Ruas solitárias

Casas velhas

Fonte rumorosa

  • Nomes com rima

Escolher nomes dos estudantes, da familia e cria-se uma rima com a maneira de ser, as coisas de que gosta, etc.

Gustavo

Gosta dos cravos

  • Palavras com rima

Com a mesma técnica que o exercício anterior. Exemplo: espelho/coelho:

Por olhar-se muito no espelho

Tem grandes orelhas o coelho

  • Quem, onde?, quando?, como?, o que é que fez?, com quem?…

Respondendo a estas perguntas, podemos criar poemas como este:

Uma gaivota

No ceu

Ao entardecer

pausadamente

Voava

Com o vento .

  • Poema colectivo ou cadáver esquisito

Cadáver Esquisito: “Jogo de papel dobrado que consiste em fazer compor uma frase ou desenho por várias pessoas, sem que nenhuma delas possa aperceber-se da colaboração ou colaborações precedentes. O exemplo, tornado clássico, que deu nome ao jogo, está contido na primeira frase obtida deste modo: O cadáver-esquisito-beberá-o-vinho-novo.” (in Antologia do Cadáver Esquisito, organização de Mário Cesariny, Lisboa, Assírio & Alvim, 1989, p.95. Trata-se de uma tradução retirada do Dictionnaire abrégé du surréalisme, de Breton e Éluard, de 1938).

Variações: cada estudante começa uma linha de um poema, e intercâmbiam as folhas para escrever o seguinte verso.

Caligramas.

Texto poético cuja disposição tipográfica evoca o tema. (Ver apresentação)

4 MIL POR DIA
CADÊ MEU CHANEL
CADÊ MINHA CHAVE
PASSAR ROUPA
LIMPAR DISPENSA
LIMPAR BANHEIROS
MOLHAR PLANTAS
LAVAR ROUPA
LAVAR JANELAS
ENCERAR SALA
PASSEAR BOMBOM
LIMPAR PRATARIA
ESCOVAR SAPATOS
4 MIL POR DIA

  • Acrósticos

Escrevemos um nome o uma frase curta em vertical. Cada letra será o começo de uma palavra ou frase. O final deverá ser um texto com sentido, embora por vezes possa ser um pouco surrealista.

Lava

Unico

Amor

Lava o meu coração

Unico, com as tuas mãos

Amor, perante a lua

5 Respostas

  1. Querida Carmen,

    Amanhã será um dia muito especial, pois faremos a nossa blogagem coletiva em homenagem à querida escritora Cecília Meireles.
    Estou muito feliz com a sua participação.

    Grande abraço!

    Leonor Cordeiro

  2. Ya sabes que todo lo que tenga que ver con palabras y versos…, muito bem.

  3. Olá Carmen,
    A minha filha mais nova, de 6 anos viu o blogue dos miúdos de Olivença e gostou muito dele. Agora está a dizer que ela vai aprender português com esse blogue e que já não gosta dos meus blogues.🙂

    Cumprimentos

  4. Olá! Boa noite.

    Tenho só duas correcções a fazer a este artigo.
    Em português (europeu) a palavra ”Úmido” escreve-se com H, ”Húmido”. Sem ”H” é português do brasil.
    O outro pequeno erro, é na palavra ”Lúa”, que em português não leva acento, é simplesmente ”Lua”.

    Parabéns pelo vosso trabalho, está muito bom!

    Continuem.

  5. Caro Francisco, muito obrigada pelas correções, já tirei os erros e desculpe, por vezes é complicado escrever numa língua estrangeira, como é o português para mim.

    Feliz ano de 2009

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: