TIMI, textos para o ensino do Português Língua Estrangeira

Nota enviada por Isabel Borges

timiTIMI é um projecto de 4 níveis para o ensino de Português Língua Estrangeira / Português Língua Segunda para crianças que frequentam o ensino básico (dos 6 aos 10 anos). Através de um grupo de alunos e da TIMI – uma tartaruga simpática e traquinas – as crianças vão tomar contacto com temas conhecidos do seu dia-a-dia, como a escola, a família, os animais, etc.

Timi 1 -Livro aluno é dirigido a alunos alfabetizados que estejam numa fase de iniciação de aprendizagem de PLE ou PL2.

  • LIVRO DO ALUNO (Vocabulário ilustrado, bandas-desenhadas, exercícios de oralidade e uma canção por unidade, composta com vocabulário da mesma.)
  • CD-ÁUDIO (Apresentação de vocabulário, dramatização de bandas-desenhadas, exercícios de oralidade e uma canção por unidade, composta com vocabulário da mesma.)
  • LIVRO DO PROFESSOR (Sinopse de conteúdos por unidade, ideias e recursos de exploração de vocabulário e exercícios, soluções dos exercícios.)

A progressão recomendada é a seguinte:

  • TIMI (dos 5 aos 7 anos)
  • TIMI 1 (dos 7 aos 8 anos)
  • TIMI 2 (dos 8 aos 9 anos)
  • TIMI 3 (dos 9 aos 10 anos)

Anúncios

Projecto MiLP (Meios interactivos na língua portuguesa)

Uma equipa de profissionais, com experiência na integração das tecnologias no ensino e no trabalho de investigação, abarcando todos os níveis de ensino e também a perspectiva do português como língua estrangeira, criou este projecto de Meios interactivos na língua portuguesa com o  objectivo fundamental de partilhar actividades.  A apresentação de sugestões de utilização dos meios interactivos, ligados directamente aos conteúdos e competências da Língua Portuguesa, permite ter da tecnologia uma visão mais próxima e estimula a criatividade no seu uso. As actividades são divulgadas num blogue desde Outubro de 2008 e coordenadas pelo doutorando da Universidade do Minho Luís Pereira.

 Meios interactivos na Lingua Portuguesa

Meios interactivos na Língua Portuguesa

Recursos para atender a diversidade linguística na escola

Português Língua Não Materna no Currículo Nacional (MEC Portugal).

________________________

RECURSOS DGIDC:

Diversidade Lingüística na Escola Portuguesa é um projecto que dá resposta às mudanças sofridas pela sociedade e a escola portuguesa perante o grande número de alunos de origem estrangeira (provenientes dos mais diversos países), com ou sem desconhecimento do português. O projecto de investigação para atender à diversidade linguística das escolas portuguesas baseou-se nos seguintes objectivos:

  • sensibilizar a comunidade escolar para a riqueza do multilinguismo na escola;
  • valorizar as línguas maternas dos alunos;
  • criar linhas de orientação, bem como alguns materiais, capazes de melhorar a competência em língua portuguesa dos alunos de outras línguas maternas.

Documentação complementar:

Foi desenvolvido pelo Instituto de Linguística Teórica e Computacional (ILTEC), uma associação privada sem fins lucrativos cujos associados são a Fundação para a Ciência e a Tecnologia, a Universidade de Lisboa e a Universidade Nova da Lisboa.

Como resultado do projecto, foram lançados dois CD (o CD1 os primeiros resultados do Projecto; o CD 2 com diferentes materiais para tratar a diversidade linguística: textos de formação, avaliação do nível de português, exercícios para o ensino do Português Língua Não Materna, listas de vocabulário multilingues, etc.).

Exemplos de actividades

Actidades interactivas:

  • Exercícios de vocabulário (festa de aniversário, pôr a mesa, higiene diária, roupa nova, limpar a casa).
  • A casa. Partes da casa, mobília, alimentação, bebidas (em português, crioulo de Cabo Verde, Guzerate, Mandarim e Ucraniano).


_________________________

PORTUGUÉS PARA TODOS

Portugues para todos é um espaço criado para a inclusão. “Na sala de aula, em português, deve haver espaço para exercícios e actividades diferenciados. As novas tecnologias à disposição da fantasia de professores e alunos marcam a diferença na elaboração de materiais didácticos mais adequados a situações de multilinguismo”.

O sítio fornece materiais didácticos para português como língua estrangeira para vários níveis (elementar, independente, proficiente).

Aprender português com podcast

Um podcast é um arquivo de som, normalmente em formato mp3, que pode ser descarregado da Internet ou que nós próprios podemos gravar no computador com programas como o Audacity e outros dispositivos. O termo foi criado em 2004 pelo jornalista Ben Hammersley, nas páginas do jornal britânico The Guardian, quando misturou os termos “pod” (contração da locução portable device, que significa reproductor portátil) e broadcasting (difusão).

Seria muito interessante ver o uso didático dos podcast na sala de aula, podcast feitos pelos professores para os seus alunos. Mas neste artigo falaremos só dos podcast feitos por particulares ou instituições para aprender línguas.

Os podcast estão a mudar o ensino de línguas estrangeiras. É um modelo de ensino muito conectado com o estilo de vida actual: língua oral (apoiada na maior parte dos casos pelos textos), produzida por falantes nativos que falam de maneira natural e real, ao contrário dos métodos das editoras, criados artificialmente. Podem ser ouvidos a qualquer momento e muitas vezes permitem o contacto com as pessoas que os elaboram. A maioria são gratuitos, ou pelo menos mais baratos do que os cursos tradicionais.

O número de podcast destinado a ensinar línguas cresce cada dia, em todas as línguas, mesmo as menos faladas (ver Podbean). Será o podcast o futuro do ensino das línguas?

Há também desvantagens, porque estas páginas não permitem a interação e podem (e em muitos casos é mesmo assim) ser feitas por não profissionais, com uma metodologia desfasada, baseada na repetição de léxico e estructuras. No entanto, sempre podem servir como reforço. Já algumas instituições públicas como o Goethe-Institut ou o British Council começaram a aproveitar estes canais com fins didáticos.

EXEMPLOS EM PORTUGUÊS

PODCAST EDUCATIVOS

PODCAST DE INTERESSE: