Era uma vez um rei… Centro Virtual Camões

O Centro Virtual Camões há algum tempo que renovou os conteúdos antigos e criou novas seções de grande interesse para os professores de português língua estrangeira. Desta vez ocupam-se dos mais pequenitos, e oferecem a versão digital da colecção do ExpressoEra uma vez um rei“. São histórias dos reis de Portugal adaptadas ao público infantil como se fossem contos, acompanhados de belas ilustrações, áudio, e canções, o que converte este recurso em magníficos audolivros. Muitos parabens ao CVC pela iniciativa!

Também é possível realizar um teste sobre Afonso Henriques elaborado pelo IC.

Ir ao livro digital A aventura dos Descobrimentos

Especial Portugal

¿Qué tendrá este Portugal -pienso- para así atraerme? ¿Qué tendrá esta tierra por de fuera riente y blanda, por dentro atormentada y trágica? Yo no sé, pero cuanto más voy a él, más deseo volver.

Miguel de Unamuno

Actividades para conhecer Portugal:

  • Fichas (I) e Fichas II da Junior PTI (rios, reis de portugal, presidentes, monumentos, festas, história, personagens famosas…).
  • Distritos de Portugal (actividade interactiva em flash, Junior PT)
  • Percursos virtuais por cidades de Portugal. Centro Virtual Camões.
  • Portugal 360º (tour fotográfico pelas cidades e monumentos mais importantes de Portugal; mapas interactivos em flash de distritos, cidades; plantas de monumentos mostrados em imagens panorámicas de 360º, etc.)

Podcast

Na voz de Eduarda Costa

Aprender português com podcast

Um podcast é um arquivo de som, normalmente em formato mp3, que pode ser descarregado da Internet ou que nós próprios podemos gravar no computador com programas como o Audacity e outros dispositivos. O termo foi criado em 2004 pelo jornalista Ben Hammersley, nas páginas do jornal britânico The Guardian, quando misturou os termos “pod” (contração da locução portable device, que significa reproductor portátil) e broadcasting (difusão).

Seria muito interessante ver o uso didático dos podcast na sala de aula, podcast feitos pelos professores para os seus alunos. Mas neste artigo falaremos só dos podcast feitos por particulares ou instituições para aprender línguas.

Os podcast estão a mudar o ensino de línguas estrangeiras. É um modelo de ensino muito conectado com o estilo de vida actual: língua oral (apoiada na maior parte dos casos pelos textos), produzida por falantes nativos que falam de maneira natural e real, ao contrário dos métodos das editoras, criados artificialmente. Podem ser ouvidos a qualquer momento e muitas vezes permitem o contacto com as pessoas que os elaboram. A maioria são gratuitos, ou pelo menos mais baratos do que os cursos tradicionais.

O número de podcast destinado a ensinar línguas cresce cada dia, em todas as línguas, mesmo as menos faladas (ver Podbean). Será o podcast o futuro do ensino das línguas?

Há também desvantagens, porque estas páginas não permitem a interação e podem (e em muitos casos é mesmo assim) ser feitas por não profissionais, com uma metodologia desfasada, baseada na repetição de léxico e estructuras. No entanto, sempre podem servir como reforço. Já algumas instituições públicas como o Goethe-Institut ou o British Council começaram a aproveitar estes canais com fins didáticos.

EXEMPLOS EM PORTUGUÊS

PODCAST EDUCATIVOS

PODCAST DE INTERESSE:

Actividades de vazio de informação – Exemplo Florbela Espanca

É uma actividade de prática controlada realizada normalmente por dois alunos/as. Os alunos dispõem de um texto onde há que preencher espaços. Trata-se de obter a informação do parceiro, porque os vazios são complementares, e assim praticar a interacção oral.

Esta actividade pode realizar-se com textos não muito extensos de temas variados (uma leitura, uma tabela estatística, uma explicação gramatical ou novo vocabulário. Os objectivos deste tipo de actividades dependem do conteúdo da aula ou do nível dos alunos. Para os de nível básico, elaborar perguntas é um exercício interessante. Para os níveis mais avançados, pode-se adaptar a uma explicação gramatical ou uma apresentação de vocabulário de maneira mais atraente.

falar.jpg

Como exemplo, fichas para trabalhar a biografia de Florbela Espanca, poetisa  alentejana do século XIX e os tempos do passado (nível B2, destinatários: jovens e adultos).

Esta actividade pode ser completada neste podcast com textos autobiográficos e uma antologia de sonetos.

Estúdio Raposa

Uma recomendação para este ano de 2008, não deixem de por nos seus favoritos este Audioblog de Luis Gaspar, um gigantesco audiolivro para ouvir a melhor literatura portuguesa e de outros países. Ouçam alguns exemplos:

Palavras de Ouro 74

Ao iniciar este programa, e não vos sei dizer porquê, tenho a impressão de que este “Palavras de Ouro” vai ser diferente. É só um pressentimento. Para já, para já, vamos começar como já aconteceu em muitos outros programas: com uma lenda que nos chega da Índia e por aqui nada de diferente, antes pelo contrário. Em seguida ouviremos poesia de António Lobo Antunes (exactamente, o escritor), de Ana Luísa Amaral, de António Ramos Rosa e finalmente um poema do poeta brasileiro José Guilherme de Araújo Jorge. A música que dá brilho à lenda é de Luís Pedro Fonseca.

Diario de um Louco Cap.1

Nikolai Vassiliévitch Gogol-Yanovksi, conhecido com Nikolai Gógol é um grande escritor russo, cujas peças, contos e novelas estão entre as obras primas da literatura russa do sec. XIX. É considerado ao nível de outros gigantes das letras russas, como Tolstoy, Trugenev, Dostoyevsky e do poeta Pushkin. Reconhecido pela sua enorme capacidade de desenhar retratos humanos, pela simpatia para com os ofendidos e humilhados, a indignação contra as injustiças.“Diário de um Louco” não será dos seus livros mais apetecidos, é até esquecido em muitas das referências à sua produção literária, mas é a obra que o Estúdio Raposa seleccionou para mais uma experiência de produção de um livro sonoro.

Adivinhas

Adivinhas. Uma recolha da Escritora Luísa Ducla Soares

Era uma vez…

… um podcast colaborativo onde poder ler e ouvir muitas histórias. Um site destes permite inúmeras possibilidades didácticas, além de poder descarregar montes de arquivos de sons com histórias. Até as crianças podem gravar narrações com a sua voz e enviá-las. Vejamos um exemplo:

A Nau Catrineta – Romance popular