Adivinho o verbo ou recuo!

Nivel: A1 (Quadro de Referência Comum Europeu).

Objetivos: Praticar la conjugação dos verbos regulares e irregulares no presente ou noutros tempos.

Gramática: repasso da conjugação dos tempos verbais.

Procedimento: O jogo consiste em conjugar os verbos que aparecem na lista das casinhas correctamente. O aluno lança o dado no seu turno, se conjugar bem espera a sua vez. Caso contrário, retrocede uma casinha. Há várias casinhas com diferentes funções, para que o jogo resulte mais animado.

Descarregar ficha do jogo dos verbos

Actividade original para o espanhol de Salomé Monasterio Morales

Provas de Português Língua Estrangeira

O Ministério de Educação disponibiliza uma página destinada a pessoas que queiram obter a nacionalidade portuguesa (10-14 anos e maiores de 14 anos) que pode ser muito útil para os professores de português língua estrangeira, porque fornece modelos de provas de português em pdf, com muitas actividades para practicar diferentes habilidades na sala de aula.

prova

O meu passaporte

Nível: A1 (Quadro de Referência Comum Europeu)

Destinatários: Jovens e adultos.

Objectivos:

  • Identificação (nome, apelido, nacionalidade).
  • Praticar os números, as cores, os meses do ano…
  • Descrever o aspecto físico das pessoas.

Gramática:

  • Verbos de identidade (chamar-se, ter, ser…)

Funções:

  • Fazer perguntas sobre a identidade e responder
  • Falar do aspecto físico das pessoas.

Habilidades: Expressão oral e escrita; compreensão auditiva e leitora.

Processo: Em grupos de 2 alunos, um estudante representa o papel de polícia de alfândega e o outro de turista. O objectivo é preencher um passaporte. Devem perguntar pelos dados solicitados e escrever as respostas. Depois podem trocar os papeis.

Materiais:
Ficha passaporte

Ideia original de Agustín Yagüe

Recursos para atender a diversidade linguística na escola

Português Língua Não Materna no Currículo Nacional (MEC Portugal).

________________________

RECURSOS DGIDC:

Diversidade Lingüística na Escola Portuguesa é um projecto que dá resposta às mudanças sofridas pela sociedade e a escola portuguesa perante o grande número de alunos de origem estrangeira (provenientes dos mais diversos países), com ou sem desconhecimento do português. O projecto de investigação para atender à diversidade linguística das escolas portuguesas baseou-se nos seguintes objectivos:

  • sensibilizar a comunidade escolar para a riqueza do multilinguismo na escola;
  • valorizar as línguas maternas dos alunos;
  • criar linhas de orientação, bem como alguns materiais, capazes de melhorar a competência em língua portuguesa dos alunos de outras línguas maternas.

Documentação complementar:

Foi desenvolvido pelo Instituto de Linguística Teórica e Computacional (ILTEC), uma associação privada sem fins lucrativos cujos associados são a Fundação para a Ciência e a Tecnologia, a Universidade de Lisboa e a Universidade Nova da Lisboa.

Como resultado do projecto, foram lançados dois CD (o CD1 os primeiros resultados do Projecto; o CD 2 com diferentes materiais para tratar a diversidade linguística: textos de formação, avaliação do nível de português, exercícios para o ensino do Português Língua Não Materna, listas de vocabulário multilingues, etc.).

Exemplos de actividades

Actidades interactivas:

  • Exercícios de vocabulário (festa de aniversário, pôr a mesa, higiene diária, roupa nova, limpar a casa).
  • A casa. Partes da casa, mobília, alimentação, bebidas (em português, crioulo de Cabo Verde, Guzerate, Mandarim e Ucraniano).


_________________________

PORTUGUÉS PARA TODOS

Portugues para todos é um espaço criado para a inclusão. “Na sala de aula, em português, deve haver espaço para exercícios e actividades diferenciados. As novas tecnologias à disposição da fantasia de professores e alunos marcam a diferença na elaboração de materiais didácticos mais adequados a situações de multilinguismo”.

O sítio fornece materiais didácticos para português como língua estrangeira para vários níveis (elementar, independente, proficiente).

Materiais para trabalhar o léxico da família

  1. Peça aos alunos que façam a sua árvore genealógica.
  2. Disponha os estudantes en pares e sentados de frente.
  3. Cambiam as suas árvores.
  4. Um aluno pergunta e o outro deve responder.
  5. Regras: o aluno que pergunta tem que escolher quatro pessoas da família do seu parceiro e fazer quatro perguntas sobre cada um deles. Todas as perguntas devem ser diferentes. Por exemplo, se um deles pergunta a idade, não pode repetir-se a pergunta. Os alunos escrevem as informações e o nome das pessoas.
  6. Os alunos revisam as notas juntos. Depois trocam de rol e repete-se a actividade.

VARIANTES:

  • Podemos usar programas como Family Tree Building: Programa gratuito para fazer a árvore genealógica. Os alunos podem fazer a sua árvore real ou imaginária para presentá-la aos colegas. Podem fazer também árvores genealógicas de famosos, animais
  • Com sítios 2.0 como o Geni, os alunos podem criar a sua árvore genealógica online.

OUTROS MATERIAIS

ACTIVIDADES INTERACTIVAS

VÍDEOS (Brasil)

SÍTIOS

  • Família RTP: secção dedicado à familia, onde podemos encontrar famílias lusófonas de todo o mundo.

As profissões em português

Algumas sugestões para trabalhar as profissões:

1. Qual é a minha profissão?

Nível: A1 (Quadro de Referência Comum Europeu).

Destinatários: jovens e adultos.

Objectivos:

  • Apresentar os nomes das profissões com as mudanças de género, para as aprenderem e consolidarem visualmente e na escrita de maneira lúdica.

Habilidades: Expressão oral / Interacção entre iguais.

Funções: Praticar vocabulário.

Processo: Divide-se a turma em grupos de três ou quatro alunos e com a ficha das profissões inicia-se o jogo. Um aluno de cada grupo escolhe uma ficha da mesa do professor e representa com mímica a profissão que lhe corresponde. Cada equipa identifica na sua lista (ordenada alfabeticamente para facilitar a tarefa a profissão representada e a numera por ordem de aparição. Quando termina a actividade, põem-se as soluções em comum e o professor corrige no quadro os erros. Ganha a equipa com menos erros.

Descarregar ficha de trabalho Qual é a minha profissão?

2. O que é o amor?

Nível: A2 / B1 (Quadro de Referência Comum Europeu).

Destinatários: jovens e adultos.

Objectivos:

  • Conhecer o léxico das profissões de uma maneira lúdica
  • Praticar estructuras linguísticas para exprimir opiniões e pensamentos.

Habilidades: Expressão oral/ Escrita / Interacção entre iguais.

Funções: Definir conceitos.

Processo: A proposta é que os alunos formulem definições do amor de diferentes perspectivas, de maneira relacionada com o léxico das profissões. Os alunos têm de relacionar o conceito do amor com os traços mais característicos das profissões.

Descarregar ficha de trabalho O que é o amor? (pdf).

Link relacionado: Cartas de amor e as profissões.

MATERIAIS PARA TRABALHAR AS PROFISSÕES

Actividades interactivas:

Power point para descarregar:

Fichas de vocabulário para descarregar

Imagens

Sítios

Vídeos

Panda profissões:

Outros vídeos:

Pistas didácticas:

De carro, de barco ou de avião? Os meios de transporte

Materiais para descarregar:

Imagens para colorir

Actividades interactivas:

Actividades interactivas (hotpotatoes):

TemaNet (Instituto Camões). Meios de transportes (dicionário por domínios com definições relacionadas).


Banco de magens animadas de todo tipo de transportes.


Ver tema relacionado: Sinais de trânsito.

As refeições em Portugal

O formato power point admite muitas variantes. Podemos, por exemplo, tirar muito proveito criando jogos que acrescentem interesse e motivação aos conteúdos tratados nas aulas de português como língua estrangeira.

Apresentamos um teste sobre os costumes culinários em Portugal: Como comem os portugueses? O professor/a interessado/a pode variar as perguntas e até modificar o teste para o português do Brasil.

Possíveis variações: pode servir-nos para apresentar ou repassar léxico, estructuras gramaticais, conteúdos culturais, etc. Pode ser elaborado pelo professor ou pelos estudantes. Neste último caso, permite a aplicação de técnicas de trabalho cooperativas. Deixamos o power point original para criar testes no seguinte link:

Os números em português (0-20)

Cá estão uns materiais que podem ser descarregados para trabalhar os números até ao 20 e o léxico das cores e da sala de aula, para o nível A1 (Quadro de Referência Comum Europeu).

  • Jogo das cores (ppt): prática de números adivinhando as cores.
  • Bingo das cores e dos números: Este documento contêm 28 cartões de bingo individuais que podem ser usados para praticar os números e as cores. Cada cartão tem uma combinação diferente de números, pelo que só um par poderá ganhar no jogo. E recomendável plastificar os cartões e deixar que os alunos usem o giz para trabalhar melhor. Também há um cartão com a relação de cores e números para facilitar o trabalho.
  • O dominó dos números (doc): Actividade para trabalhar os números e o léxico da sala de aula, com exploração didáctica.
  • Actividade interactiva (flash) para trabalhar os números do 1 ao 10 com crianças.

As partes do corpo (II)

Eis novo material (ficheiros Power Point e outros) para estudar o léxico do corpo, a cabeça e a descrição física (utilizadores elementares) do nível A1 (Quadro de Referência Comum Europeu):

Materais para descarregar:

Jogos interactivos:

Actividades hotpotatoes:

Ver também “As partes do corpo I, con um jogo de bingo para aprender vocabulário.

PARA O PORTUGUÊS DO BRASIL

IMAGENS




adultos.gif
adams-apple-vt.gif
Braço.gif arm-wt.gif






armpit-vb.gif back-vt.gif

beard-vt.gif

beard-wt.gif

black-hair-vt.gif




blond-hair-vb.gif

O Dia dos Namorados: Dinâmica piramidal

A dinámica em pirámide é uma práctica de negociação e interação oral. A tarefa consiste em ordenar vários elementos ou decidir quais são os mais importantes para a turma. Trabalha-se aos pares e com limite de tempo. Quando consiguem o acordo, começa outro debate com dois pares diferentes, que deberão conseguir um novo acordo. Desta maneira vão-se unindo mais alunos até que participam todos os alunos no debate final da turma inteira para tirar umas conclusões participadas por todos.

Exemplo: Dia dos namorados (ficha para descarregar).

Os alunos devem ordenar os presentes de melhor a pior. Deberão decidir quais são os dois melhores presentes para a turma. Imaginemos uma turma de 8 alunos: A B C D E F G y H. Começam a trabalhar aos pares A com B, C com D, etc., e tem que tirar uma conclusão num tempo estabelecido. Imaginemos que A y B os melhores presentes são o anel de diamantes e um cartão de felicitação enquanto para C y D os presentes ideais são o anel de diamantes e um livro de contos. Abre-se um novo debate entre estes quatro alunos até conseguir o acordo. Já têm um presente em comum, apenas devem negociar o segundo. Imaginemos que depois do tempo estabelecido decidem ficar com o livro. Os melhores presentes para o grupo ABCD são un anel de diamantes e um livro de contos. Pela sua vez, EFGH, depois de dois debates acharam que os dois melhores presentes são uma viagem romantica e um livro de contos. Agora, debate o grupo completo com um limite de tempo para negociar os dois melhores presentes.

Gráfico do debate:

Traduzida ao português de Comunicativo.net

Ver com outro olhar: as cores na pintura de Tarsila do Amaral

Nível: A2 / B1 (Quadro de Referência Comum Europeu).

Destinatários: jovens e adultos.

Objectivos:

  • Familiarizar-se com o uso das preposições e dos advérbios mais comuns do português, associados nesta actividade à sua relação com o espaço. A actividade pode ser usada também com as perífrases de obrigração.
  • Praticar as cores.
  • Conhecer a obra de Tarsila do Amaral.

Habilidades: Expressão oral/ Compreensão auditiva/ Interacção entre iguais.

Funções: Pedir e dar direções de espaço, orientar-se no espaço.

Processo: Trabalhar em grupos de quatro. Dois dos membros ficam com o desenho original e os outros dois com o desenho a preto e branco para colorir. O primeiro grupo dá instruções para os outros fazerem o desenho da maneira mais parecida ao original. A actividade pode ter vários finais: o grupo que acabar mais cedo, o grupo que segundo o critério geral fizer o desenho mais bonito ou mais parecido ao original.

A única regra que os estudantes devem cumprir é que não podem dizer o nome do objeto que os colegas têm que desenhar (para isso podem nomear-se árbitros que ouçam atentamente as conversas e determinem se as equipas cumprem a regra.

Os estudantes terão de utilizar estructuras preposicionais e/ou adverbiais de localização no espaço: “- Numa das casas há um espaço rectangular azul. – Na casa da parte direita?” Também para facilitar a interação, o grupo que está a desenhar pode perguntar a cor das coisas (sem nomeá-las). Para isto há que trabalhar primeiro as preposições e os advérbios de lugar (orientação no espaço), por exemplo, fornecer uma lista de preposições e advérbios e fazer uma actividade simples: esconder objectos na sala de aula e os alunos têm de os descobrir através das indicações dos colegas.

O facto de proibir os termos aumenta os recursos da descrição, as estratégias léxicas (aprender a nomear coisas das que não se conhece o nome), a expansão sintáctica (especialmente o uso de adjectivos e as orações de relativo).

Nível elementar: permitir aos estudantes dizer o nome do objeto.

Duração: Quinze minutos, aproximadamente, segundo o nível dos estudantes.

Materiais:

A partir desta actividade os estudantes podem estar motivados para conhecer o nome das pinturas e quem sabe se se interessam por aprofondar na figura desta pintora modernista brasileira. Deixamos alguns endereços muito interessantes para continuar a trabalhar com Tarsila:

Ideia original: Agustín Yagüe

Actividades didácticas com outros artistas:

Olhos que (não) vêem… Actividade de prática oral

Nível: A1 (Quadro de Referência Comum Europeu)

Destinatários: crianças, jovens e adultos.

Objectivos:

  • Soletrar.
  • Praticar vocabulário básico.

Gramática:

  • Imperativos.
  • Interrogativos.

Habilidades: Expresssão oral / Compreensão auditiva / Interacção entre iguais.

Funções: Perguntar informações e responder.

Processo: Forman-se equipas de quatro estudantes, situados no fundo da sala, de costas para o quadro. Um deles é escolhido pelo grupo e situa-se em frente do quadro onde o professor ou a professora pendurou um cartaz com as palavras desordenadas. A uma certa distancia, o estudante deverá soletrar o que vier aos seus colegas, com critérios como os seguintes:

Os seus colegas, sempre de costas, devem escrever as letras e reconstruir a palavra. Se o conseguirem num dado tempo, obtêm 3 pontos por cada palavra adivinhada. Por forma a praticar os números, cada equipa tem de controlar o seu próprio marcador (se o professor/a desejar praticar outros números, pode indicar outros valores às multas. Podem ser os alunos quem preparem novas fichas para as outras equipas da aula.

Material: Fichas cartazes.

Soluções:

  • elefante, galinha, baléia, canguru, porco
  • chocolate, bacalhau, manteiga, queijo, azeitonas

Actividade de Agustín Yagüe

Actividades de vazio de informação – Exemplo Florbela Espanca

É uma actividade de prática controlada realizada normalmente por dois alunos/as. Os alunos dispõem de um texto onde há que preencher espaços. Trata-se de obter a informação do parceiro, porque os vazios são complementares, e assim praticar a interacção oral.

Esta actividade pode realizar-se com textos não muito extensos de temas variados (uma leitura, uma tabela estatística, uma explicação gramatical ou novo vocabulário. Os objectivos deste tipo de actividades dependem do conteúdo da aula ou do nível dos alunos. Para os de nível básico, elaborar perguntas é um exercício interessante. Para os níveis mais avançados, pode-se adaptar a uma explicação gramatical ou uma apresentação de vocabulário de maneira mais atraente.

falar.jpg

Como exemplo, fichas para trabalhar a biografia de Florbela Espanca, poetisa  alentejana do século XIX e os tempos do passado (nível B2, destinatários: jovens e adultos).

Esta actividade pode ser completada neste podcast com textos autobiográficos e uma antologia de sonetos.

Curso de português (ensino primário) no Scribd

Scribd é uma interessante aplicação da Web 2.0 que permite alojar e partilhar arquivos de diferentes tipos. Muitos docentes fazem uso do Scribd ou como armazem ou como plataforma colaborativa ou como espaço de ensino/aprendizagem.

Encontramos materiais muito úteis, como estas unidades didácticas de português para chineses, de nível básico, que podem ser usadas perfeitamente também com alunos e alunas de outras origens.

cursoportugues.jpg

Bingo!!! As partes do corpo (I)

ível: A1 (Quadro de Referência Comum Europeu)

Destinatários: Jovens e adultos.

Objectivos:

  • Revisar o léxico das partes do corpo humano.

Processo: Para revisar de uma maneira lúdica o vocabulário do corpo, podemos usar o famoso jogo do bingo, com a dinâmica já conhecida.

Materiais: Disponibilizam-se fichas que servem como cartões para o jogo.

Fichas originais em espanhol

Ver também AS PARTES DO CORPO HUMANO (II)

Quem é ele/ela

quem.jpgNível: A1

Destinatários: Jovens e adultos.

Objectivos:

  • Identificação (nome, apelido, nacionalidade).
  • Practicar o presente dos verbos ser e ter.

Gramática:

  • Presente dos verbos ser e ter.
  • Género e número dos adjectivos.

Funções:

  • Identificar outras pessoas e falar de si próprio.
  • Falar do carácter das pessoas.

Habilidades: Expressão oral e escrita.

Processo: Fazer uma pequena apresentação dos estudantes, nas que se dé informação sobre dados básicos pessoais (idade, nome, nacionalidade, carácter). Trabalha-se com os verbos ter e ser e os adjetivos do carácter. De forma individual, os alunos devem relacionar cada ficha com uma fotografia. A seguir, em grupo, poderão comparar o seu trabalho com o dos companheiro, explicando porque relacionaram as fotos com as informações. Depois podem dizer como pensam que são estas pessoas, de uma lista de vocabulário que é fornecida. O último ponto é falar de si próprios, com a sua identidade real ou inventada.

Material: fichas com dados pessoais e fotografias.

Adaptado de Todoele

Conhecer a turma

Regras do jogo

1. Cada um escreve, numa folha solta, um pequeno anúncio em que se dá a conhecer, fornecendo pistas que ajudem à sua identificação.
– Os anúncios devem ser escritos com letra legível.
– As pistas devem permitir uma fácil identificação do autor.
– Os anúncios não podem ser assinados.
– Só devem escrever o vosso nome no verso da folha.

2. Todas as folhas são dobradas, metidas num envelope e colocadas numa caixa.

3. Um a um, seguindo a ordem por que estão sentados, todos os alunos retiram um anúncio e lêem-no em voz alta para toda a turma.

4. Quando alguém considera que identificou o colega, levanta a mão e diz o nome em voz alta.

5. Quem está a ler vira a folha e verifica se a resposta está correcta.

6. No final do jogo, todos os anúncios são colocados num placard, juntamente com os Bilhetes de Identidade (Identificação 1).

ANÚNCIO
Tenho __________ anos.
Fisicamente sou ______________________________________________
____________________________________________________________.
Julgo ser uma pessoa __________________________________________.
Gosto de ________________________________________________, mas
embirro com _________________________________________________.
O meu sonho é ser ___________________________________________.
____________________________________________________________
____________________________________________________________
____________________________________________________________
____________________________________________________________
____________________________________________________________
____________________________________________________________
____________________________________________________________

In Site Junior – Escolinha

O dominó dos números

Nível: Inicial – A1

Destinatários: CriançasDominó

Objetivos gramaticais:

  • Apresentação dos números de 1 a 20.
  • Repasso do vocabulário da sala de aula.
  • O número do sustantivo.

Habilidades:

  • Compreensão oral, expresão oral

Duração:

  • De 20 a 30 minutos.

Material:

Procedimiento:

  • O profesor distribui a ficha de associação de vocabulário com as suas etiquetas. Em teoria, os alunos ja conhem este léxico e é presentado como actividade de repasso.
  • A seguir, formam-se grupos na aula e distribuem-se as fichas de dominó.
  • No quadro, o professor escreve os números de um a 20, mas sem os nomes. Escolhemos a primeira ficha (por exemplo: os desenhos de dez livros numa parte e o texto duas borrachas pela outra). Como é possível que os alunos não recohheçam a forma escrita duas, deveriam brincar a partir da parte dos objetos da sala de aula que ja conhecem. Os números novos que vão surgindo são escritos pelo professor no quadro.

Adaptado ao português de TODOELE

VER Os números en português (1-20)

Recursos para o ensino primário

Aeiou web: Outro portal com muitos recursos para o ensino do português : canções infantis, lengalengas, histórias, lendas, passatempos, jogos tradicionais, provérbios, adivinhas, jogos on-line, fichas de trabalho para diversas áreas…

celeste.gif
Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 53 outros seguidores